Melhores ComérciosServiços Você encontra aqui!

A história do Bairro Méier Rio de Janeiro

No século XVIII, o Méier, como boa parte da cidade do Rio de Janeiro, era uma fazenda de cana-de-açúcar. No ano 1760, os jesuítas (os donos da fazenda, presenteados por Estácio de Sá) e a coroa portuguesa se desentenderam. A coroa expulsou os religiosos do Rio de Janeiro. Depois disso, a fazenda foi dividida em três partes: Engenho Novo, Cachambi e São Cristóvão.

Por volta do ano de 1884, o Imperador Dom Pedro II presenteou um amigo com parte dessas terras. O nome desse amigo deu origem ao nome do bairro: Augusto Duque Estrada Meyer, – filho do comendador Miguel João Meyer, português de origem alemã e um dos homens mais ricos da cidade no final do século XVIII. Augusto era conhecido como “camarista Meyer”, pois tinha livre acesso às câmaras do palácio imperial.

Devido a isso, a região passou a ser chamada de ‘Meyer’. A pronúncia era um pouco diferente, mas com o tempo, passou a se chamar “Méier”.

Você acabou de adicionar este produto ao carrinho: